Menu
Parque Nacional da Quiçama

Parque Nacional da Quiçama

Caracterização Territorial

O Parque Nacional da Quiçama localiza-se a 70 km a Sul da cidade capital, na Província de Bengo, com uma extensão de 960.000 hectares. Os seus limites naturais são o rio Kwanza, o rio Longa e o Oceano Atlântico.

Contexto Jurídico-Legal

O Parque Nacional da Quiçama foi criado como Reserva de Caça a 16 de Abril de 1938, tornando-se Parque Nacional, em 1957, mediante a declaração do Ministério do Ultramar a 20 de Janeiro de 1955.

Turismo

O potencial turístico do Parque Nacional da Quiçama é enorme, dada não só à sua proximidade relativamente à capital do país, como também devido às suas paisagens de diferentes ecossistemas e diversidade da fauna.
Neste momento, as infra-estruturas existentes têm capacidade para acolher alguns turistas, havendo um roteiro turístico que permite aos visitantes não só a observação de alguns animais, como também o desfrutar das paisagens naturais.

Ambiente Físico

No Parque Nacional da Quiçama predomina o bosque seco em mosaico, do tipo savana. No entanto, existem também zonas lacustres pantanosas e mangais. Estes últimos predominam ao longo da foz do rio Kwanza.
O clima é seco-chuvoso, com temperaturas médias entre 27-28 ºC, durante a época de chuvas, e de 23-24 ºC, durante a época seca. A humidade relativa varia entre 80 e 87% durante todo o ano. A precipitação média anual varia entre 400mm, no litoral e 1000mm, mais para o interior.

Flora

thumbnail

O Parque Nacional da Quiçama situa-se na região fitogeográfica zambezíaca, que ocupa mais de 80% de Angola.
Os géneros mais representativos no Parque Nacional da Quiçama são a Acacia, Sterculia, Adansonia, Euphorbia e Commiphora. De realçar ainda uma espécie endémica da área, a Tessmannia camoneana.

Fauna

thumbnail

A fauna do Parque Nacional da Quiçama é historicamente caracterizada por elefantes, pacaças, palancas vermelhas, gungas, hipopótamos, manatins, tartarugas marinhas, nunces, golungos, bambis, seixas, facocheros e javalis.
Nos anos 70, este Parque Nacional tornou-se famoso a nível internacional pelas grandes populações de animais que apresentava. Existiam, por exemplo, cerca de 800 elefantes e 3000 pacaças. Na verdade, a pacaça era mesmo o símbolo do Parque. Todavia, hoje em dia, raramente se observa este animal.

Ecossistema Marinho

thumbnail

O ecossistema marinho compreende 120 km de costa atlântica, desde a barra do Kwanza até à foz do rio Longa. A diversidade biológica é rica, destacando-se as tartarugas marinhas, espécies na sua maioria, ameaçadas de extinção.