Menu
Parque Nacional da Cangandala

Parque Nacional da Cangandala

Em Abril de 1963, foi criada a Reserva Integral de Cangandala, que foi transformada, no dia 25 de Junho de 1970, em Parque Nacional.
Os objectivos de conservação deste Parque visam tanto a protecção e preservação da palanca preta gigante (Hypotragus niger variani), como a de uma porção da unidade de Brachystegia, que possui um grande valor biológico e ecológico.
O Parque Nacional da Cangandala situa-se na Província de Malanje, a cerca de 50 km, por estrada, da cidade de Malanje. É o mais pequeno de todos os Parques Nacionais de Angola, cobrindo uma superfície de 630 km². Os seus limites naturais são o rio Cuíje, a Norte, o rio Maúbi, a Oeste, e, a Sul, o rio Cuque.

O Parque é atravessado no seu terço Norte pela antiga estrada que liga Malanje a Kambundi-Katembo e junto à qual se encontra o posto de Culamagia, antiga sede do Parque. No seu extremo Sul, o Parque é atravessado pela antiga picada, agora intransitável, que ligava a vila da Cangandala ao Bembo.

Flora

thumbnail

A vegetação do Parque corresponde a uma floresta de “miombo” (também conhecida como “mata de panda”) aberta, com dominância de Brachystegia wangermeeana (“mussamba”) e Brachystegia boehmii (“quenge”). Destacam-se ainda outras espécies, tais como Uapaca benguelensis (“mumbula”), Erythrina abyssinica (“mulungo”) e Dyospiros sp.
Ao longo de alguns dos maiores rios, distribui-se uma floresta de galeria pouco desenvolvida, com principal destaque para o rio Ombe.
Os diversos rios de caudal variável e supostamente permanente, com destaque para os rios Cuíje, Maúbi, Ombe e Cuque constituem os ecossistemas aquáticos. Não existem quaisquer lagoas naturais ou artificiais e as zonas alagadiças estão confinadas a algumas clareiras (mulolas) e linhas de água, com destaque para algumas áreas do rio Maúbi.

Fauna

thumbnail

Para além da palanca preta gigante, a lista das demais espécies de ungulados registados no Parque Nacional da Cangandala inclui o bambi comum, o golungo, a sitatunga, o nunce, a palanca castanha e a pacaça. A estas espécies acrescenta-se a seixa. A lista de predadores inclui o leão, o leopardo, a hiena malhada e o mabeco.